Saudação

Olá!!!! Graça e Paz no Senhor Jesus Cristo! Sejam bem vindos!!!!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

IGUAIS MAS DIFERENTES

O ser humano é produto do meio em que vive. Somos resultado de nossas próprias experiências, o que vivemos molda nosso comportamento, direciona a maneira como interpretamos o mundo à nossa volta, e também a forma como reagimos a tudo que nos rodeia. O escritor Augusto Cury diz que cada experiência que vivemos é transformada em uma janela de informação (seja positiva ou negativa), e que a cada nova experiência essas janelas antigas são somadas às novas.   A nova experiência desencadeia uma série de reações em nossa memória abrindo “janelas” que correspondam no passado ao que se esta vivendo agora. Por conta disso acontece a carga emocional que pode ser positiva ou negativa, dependendo do que nos lembramos por conta daquilo que estamos vivenciando no presente. Por essa razão alguém ao ouvir o som de um trem passando sobre os trilhos a altas horas da noite pode ter uma sensação agradável e nostálgica por conta de suas antigas experiências, enquanto que outra reagirá ao mesmo fato sentindo angustia e pesar, porque aquele som abre janelas negativas em sua memória. Tudo depende do que vivemos e de como absorvemos o que nos aconteceu em algum lugar no tempo em um momento qualquer de nossa vida. A forma como eu vejo o azul do céu será certamente bem diferente da maneira que você vê, porque? Porque quando eu olho o céu, uma série de informações totalmente pessoais são processadas e o resultado é fruto da soma de todas essas informações. Um velho e bom amigo musicista me disse que duas pessoas tocando ao mesmo tempo, em perfeita sincronia, a mesma nota musical, dizem coisas diferentes; e isso é algo simplesmente maravilhoso, mostra-nos a incrível criatividade de Deus, em nos capacitar com uma individualidade simplesmente fenomenal ainda que sejamos tão parecidos em tantas coisas. É como o timbre de um instrumento que também é único, resultado de uma série de fatores presentes na sua origem. Instrumentos iguais, notas iguais, contudo, timbres diferentes; as vezes tão sutis que quase são imperceptíveis, mas que somados tornam o resultado sonoro simplesmente divino. Como digitais, nossas reações e interpretações do mundo ao nosso redor são totalmente únicas. Contudo, há algo ainda mais importante a considerar aqui: Ao sermos criados imagem e semelhança de Deus, fomos dotados com ferramentas de comunicação, somos seres sociais com fala, visão, audição e pensamento dinâmico, (além de uma inegável necessidade de sermos vistos e ouvidos),  e naturalmente chamados aos relacionamentos. Já sabemos que para haver comunicação é preciso um locutor, uma linguagem e um interlocutor, ambos com domínio dos mesmos signos de linguagem, do contrário não há compreensão do que se quer comunicar, e justamente neste ponto que tudo fica ainda mais interessante. Quando falamos, tocamos um instrumento musical ou realizamos qualquer tipo de atividade, não somente os signos de uma linguagem são transmitidos , mas nossa própria essência, o que somos é apresentado em tudo que fazemos, imprimimos a cada palavra e a cada ato toda nossa essência. O que quero dizer com isso tudo? Simples, Deus nos fez maravilhosamente únicos, ainda que tão semelhantes. Não há razão para nos sentirmos mais e nem menos do que alguém, ainda que não seja tão belo, tão alto ou tão rico quanto quem quer que seja, estamos vivos, e nossa existência, querendo ou não, é parte fundamental para o equilíbrio de tudo e de todos (como as tábuas do tabernáculo).  Sendo assim, ainda mais preciso valorizar o significado de ter a mente de Cristo. Por que? Simples, a bíblia diz que o diabo veio para matar roubar e destruir. Quantos ilustres anônimos estão sepultados nos cemitérios de nossas cidades, os quais poderiam ter revolucionado nosso tempo e nossa nação, entretanto, não fizeram simplesmente porque foram disciplinados deste cedo a não crer na sua importância enquanto individuo dentro do contexto histórico social. Por incrível que pareça, quando alguém entende, e aceita o plano da salvação apresentado na bíblia através do sacrifício de Jesus Cristo, ele não dá simplesmente um passo para a salvação de sua alma, mas também uma passo fundamental para a reestruturação de suas emoções, de seu equilíbrio psicológico e de seus próprios conceitos de vida, abrindo todas as portas para que ele seja alguém que realmente faça diferença dentro de seu contexto social e histórico. A luz não é para estar embaixo da cama mas em cima no velador nos diz a bíblia. Tomemos consciência de que somos seres inteligentes, dinâmicos e enquanto vivos, temos recebido de Deus a maravilhosa oportunidade de sermos refletores de sua glória, o que só é possível quando nos tornamos novas criaturas em Cristo Jesus, o qual destrói as janelas negativas de nossa alma e substitui os espaços com pensamentos de vitoria e conquista.  

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

ADIPSIA

O que é? A medicina chama de Adpsia à incapacidade do organismo humano em reconhecer e atender a necessidade de absorver água, ou seja, FALTA DE SEDE, pouca ou nenhuma vontade de beber água.
Quais são os sintomas de tal enfermidade?
 - baixa performance
 - baixa resistência muscular
 - pouca coordenação
 - dores de cabeça
 - vertigem
 - fadiga severa
 - nauseas
 - alta temperatura
 - confusão
 - encefalite letárgica (sono)
 - desmaios

Quais são as causas?
1) - Lesão no hipotálamo - uma pequena glândula que fica localizada abaixo do cérebro dentro da caixa craniana. Secreta hormônios que controlam muitos dos processos do corpo tais como: Temperatura corporal, expressão emocional, comportamento sexual, sono, fome, e SEDE. 
2) - Tumor bronquial - (SSIHA) - sindrome da secreção inadequada de hormônios antidiuréticos (ADH), vem de: Câncer - de pulmão, pâncreas, próstata, doença de Hodgkin, distúrbios do sistema nervoso central, mixodema, psicose.
3) - Cirrose - Lesão do tecido hepático (figado) por ingestão de bebidas alcoolicas. (basicamente)

MAS O QUE ISSO TEM A VER CONOSCO, A IGREJA DE CRISTO?

Infelizmente a resposta é clara, muitos dentro de nossos templos tem sido afetados pela Adpsia no âmbito espiritual. Crentes que confessam o nome do Senhor Jesus, mas não percebem a necessidade que o corpo espiritual tem de absorver a água viva que é a Palavra de Deus. Não lêem a bíblia, não prestam atenção às mensagens bíblicas ministradas em suas igrejas, não conversam sobre as coisas de Deus, etc.  Os sintomas espirituais concordam com os sintomas da patologia fisica acima citadas. Agora vamos à uma módica aplicação  das causas apresentadas anteriormente.
1) - lesões no hipotálamo na maioria dos casos ocorrem por fortes traumatismos que a cabeça venha a sofrer, acidentes automobilisticos, tombos, pancadas na cabeça, além de algumas enfermidades que podem atingir a cabeça, etc. Agora consideremos uma verdade bíblica, nós somos o corpo, Cristo é o cabeça da Igreja (o corpo), sendo assim, se alguém tem sede mas não percebe nem atende a esta necessidade, é sinal claro de que está desligado da cabeça. A cabeça do corpo Igreja não pode ser atingida nem lesionada. Efesios 1:2 e 5:23.
2) - Quando falamos de câncer, somos levados a considerar em uma enfermidade que se aloja e corroe o corpo, no principio silenciosamente e nos estágios finais, agindo de maneira totalmente agressiva, só pode representar o pecado, que a exemplo do câncer, quando se aloja no interior da alma humana, consome gradativamente a saúde espiritual conduzindo à morte se não houver tratamento. O câncer representa pecados não tratados (sem confissão, renúncia  e a oração intercessória), representa também a dificuldade em liberar perdão ( enfermidade que tem conduzido muitos adoradores à morte).
3) - Cirrose? Dia a dia ingerimos coisas que atingem nosso organismo espiritual, exemplo, filmes, jogos de video-game, novelas, literatura, ATENÇÂO!!!! não estou dizendo aqui que não devamos usufruir do que a tecnologia nos oferece, estou sim afirmando que quando essas "coisas" são ingeridas em demasia, ou fugindo à conveniencia (pois tudo me é licito mão nem tudo me convém), nosso organismo reage apresentando rejeição justamente ao que pode nos curar. A água viva que limpa e rejuvenesce. Romanos 12:2 diz, tranformai-vos pela renovação do vosso entendimento para que experimenteis qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de Deus. 

PROVÉBIOS 13:13 - "O QUE DESPREZA A PALAVRA PERECERÁ"
PROVÉRBIOS 28:9 - "O QUE DESPREZA A PALAVRA, ATÉ SUA ORAÇÃO SERÁ ABOMINÁVEL"

O que a Igreja precisa neste últimos tempos não é de mais estratégias e idéias "iluminadas" de como atrair e segurar o povo, mas sim de se ser conscientizada de que precisa beber muita água, e ser tratada nesse sentido....é isso!!!!

domingo, 17 de outubro de 2010

Renunciar

"Todo aquele que não renunciar a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo" Lc.14:33.....Acontece que as vezes oramos pedindo a Deus que nos liberte de algo que entendemos nos trazer prejuizo espiritual, mas que por outro lado desejamos ter sempre conosco. Oramos, mas a libertação não acontece...porque? Há coisas que eu e você simplesmente temos que renunciar (abrir mão de algo a que se tem direito). O verdadeiro discípulo tem que estar apto a renunciar ao que for preciso para agradar ao Senhor Jesus. A renuncia mostra que o coração está totalmente disposto a obedecer. Contudo quando reservamos algo em nossos corações do qual não estejamos dispostos a "abrir mão", não adianta pedir para ser liberto. A bíblia diz: "é Deus quem opera em vós tanto o querer quanto o efetuar" Fil 2:13, que o querer em nós seja sempre segundo o coração de Deus. O que temos guardado conosco que tem nos trazido prejuízo no relacionamento com Deus? Pode ser uma infinidade de coisas, algumas graves e outras com uma incrível aparência de pouca importância. Exemplos? Prefiro deixar que você pense em particular sobre isso, mas a verdade é que quando examinamos o coração em busca de "coisinhas" lá guardadas, encontramos um montão de entulho, e por incrível que pareça, nem sempre conseguimos renunciar facilmente ao que temos guardado. Por por conta disso pedimos a Deus que nos liberte disso ou daquilo, quando o que devemos fazer é abrir mão, rejeitar, lançar fora, abdicar, ou seja, RENUNCIAR. Só um último detalhe, a renuncia deve ser apresentada a Deus em oração em nome de Jesus, ai sim Deus entra em ação para te fortalece-te com graça e misericórdia (Hb4:16)  a fim de que você seja apto a ir até o fim dando glória a Deus. Tudo podemos, naquele que nos fortalece.

“A renúncia é a libertação. Não querer é poder.” (Fernando Pessoa)

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Sabedoria!!! melhor que a boa intenção.

Se você não for capaz de tocar no coração das pessoas, de forma positiva, não espere conseguir um retorno satisfatório. Esse pensamento tem regido minha conduta no ministério cristão e nos relacionamentos em geral (o que não quer dizer que não cometa erros, alguns inacreditáveis). Percebi ao longo dos anos que tudo que a gente faz ou diz, atinge diretamente a psique humana de forma definitiva, aumentando ou diminuindo o que as pessoas vão sentir em relação a nós, seja positivo (amor) ou negativo (a ausência do amor). Muitas vezes disse a lideres de departamentos, pais de família, alunos de escola bíblica, família e  principalmente a professores de ministério que não adianta eu tentar mudar o pensamento humano sem antes dispor o coração das pessoas a meu favor. E como se consegue isso? Fazendo com as pessoas se sintam importantes, amadas, consideradas, respeitadas, indispensáveis, insubstituíveis e assim por diante. Normalmente quem segue o caminho contrário, ainda que tenha as melhores intenções, alcança os piores resultados, porque quando fazemos com que as pessoas  sintam o oposto do que o seu coração naturalmente necessita ( necessidade e não meramente desejos), criamos uma parede que nos separa do centro de suas motivações, a sua essência humana. Na vida, nos relacionamentos, as coisas não funcionam como em um setor de empresa, que simplesmente quem não se adéqua é substituído porque tem a obrigação, como empregado, de cumprir as determinações impostas pela administração, ao contrário, quando queremos extrair o melhor das pessoas, temos de ser capazes de dar a elas o melhor. A bíblia diz que: “o homem bom do bom tesouro do seu coração tira coisas boas, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira coisas más” Mt 12:35. Contudo, por incrível que pareça, a chave para abrir ou fechar o coração do ser humano esta conosco, e o que esta depositado lá, nós mesmos que oferecemos. “Tudo o que o homem plantar, isso mesmo ele ceifará” Gl 6:7.  Pense nisso.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

O que significa ser livre?

Ontem ouvi alguém (um obreiro) dizendo que descobriu ser livre, e isso ele disse tentando justificar sua atitude de independência ao assumir publicamente que seria a única autoridade eclesiastica sobre si mesmo. Por conta disso fui levado a meditar na questão da liberdade cristã para a qual fomos chamados, segundo o que esta escrito em Gálatas 5:13. E dentro do contexto já podemos ver o escritor alertando a Igreja a não fazer uso da liberdade para dar ocasião à carne (ego - vontade humana), antes, serem os irmãos servos uns dos outros. Como falar em liberdade considerando ser servo de alguém? É importante considerar que o conceito de liberdade que o homem natural possui, é totalmente diferente do conceito divino que a bíblia nos apresenta acerca desse assunto. Em primeiro lugar nós somos livres da condenação do pecado, pois a cédula que era contra nós foi riscada e cravada na cruz (Cl.2:14), sendo assim, ser livre segundo a bíblia não é estar a vontade para fazer qualquer coisa que a vontade humana venha a sugerir,  e sim viver livre da expectação horrenda da condenação por causa do pecado, tendo a esperança da vida eterna. Em segundo, sendo livre fomos chamados à obediência, pois quando a bíblia fala tão insistentemente sobre sermos servos uns dos outros, considerar o próximo superior a si mesmo (Fil 2:3), e tantas outras referencias, a palavra bíblica simplesmente nos remete a considerar que a principal característica ou dever do servo, é a obediência, e neste ínterim, o próprio Jesus nos deu o maior e melhor exemplo sendo obediente até a morte, e morte de cruz (Fil 2:8). E é aqui que entra a questão principal, para ser livre e ser servo ao mesmo tempo, o homem precisa ter alcançado algo que somente o Espirito Santo pode nos fazer compreender e praticar: ser livre de si mesmo, ser livre da arrogância da vontade própria. Veja o que disse Jesus: "Todo aquele que não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discipulo" (Lc.14:33) Pessoas que vivem sob sua própria égide , resistindo as ordenações como diz a bíblia, não são livres de si mesmas,  a velha criatura ainda está no controle. Paulo nos mostra que havia alcançado um estágio de muita maturidade espiritual quando ele disse: “Não vivo mais eu mas Cristo vive em mim” (Gl2:20). Ele que antes mandava matar era agora capaz de entregar sua própria vida por amor de Cristo e da Igreja, ele era agora capaz de renunciar a uma vida tranqüila, ou pelo menos normal, para viver em navios, enfrentando naufrágios, sendo preso em masmorras frias, ser açoitado e tantos outros sofrimentos para que almas fossem salvas. A sua comida e bebida era fazer a vontade do Senhor eterno. E é por esta e tantas outras verdades bíblicas que não posso aceitar que alguém me diga que é livre e simplesmente se levanta CONTRA a obediência. Não estou falando aqui de subserviência, estou falando de submissão sob orientação do Espírito Santo e da Palavra de Deus, que é lâmpada para os pés e luz para os caminhos. Palavra esta que nos leva a comunhão plena uns com os outros, ao perdão, à reconciliação,  e assim por diante.


sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Batalhas mentais no campo espiritual

A estratégia do inimigo nos dias de hoje tem preferencialmente invadido o campo do pensamento humano, e isto de forma totalmente incisiva. O velho adversário da humanidade quer por todos os meios que caiamos em pelo menos duas armadilhas psicológicas, as quais resumo da seguinte forma: 1 -  Ele quer que creiamos que não somos o que somos. De que precisamos conseguir ser o que na verdade já somos.  Este tipo de posicionamento gera muitos complexos além da constante sensação de inferioridade.  Quando isso nos acontece, desprezamos as dádivas de Deus e terminamos por duvidar do que ele pode fazer, e tem feito em nós e por nós, e assim perdemos tempo tentando alcançar o que já nos foi dado. Nós ja somos filhos, ja somos amados, ja abençoados, ja temos o penhor do Espirito, somos vistos e amados pelo pai celestial, lembrados e cuidados por Ele. etc, etc.   2- De que somos o que ainda não somos. Neste interim acontece a soberba, a auto suficiência, arrogância (tudo aquilo que precede a queda). Mas como se precaver de todas essas investidas?  "lâmpada para os meus pés é a tua Palavra e luz para os meus caminhos" SL119.105.  O meio eficaz é manter o coração e a mente sempre cheios com as revelações da Palavra de Deus, o que nos dará discernimento suficiente para entender como estamos sendo abordados pelo mal e assim reagir conforme a orientação divina através da Bíblia Sagrada. 

terça-feira, 21 de setembro de 2010

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Política é para crentes?

Infelizmente ainda há entre os cristãos aqueles que acreditam que a Igreja não deve se envolver em política. Para abordarmos esse tema, vamos antes considerar a definição para a palavra política. A acadêmica em direito e escritora de alguns artigos para o “Artigonal”, Lunamar do Amaral Cezar diz o seguinte: “A política é a ciência que busca estabelecer mecanismos que permitam a construção coletiva do bem comum. A idéia da Política é ter uma forma de organizar a sociedade, em seus diversos âmbitos evitando que chegue a um caos sem ordem ou a uma bagunça tratando da convivência dos diferentes. E isso que a torna tão complexa e consequentemente, interessante. Envolve a liberdade de se expressar, de ter uma opinião, Sua finalidade é manter a ordem pública, defesa do território nacional e o bem social da população. Ela é fundamental na vida de todos, pois através da política se constrói a vida da população, não podemos ingenuamente nos abster”. Dentre as muitas definições que encontrei, achei mais apropriado fazer uso do texto acima, porque deixa bem claro de forma muito simples, o que todos nós precisamos compreender. Estou abordando esse assunto porque tenho encontrado em nosso meio várias pessoas presas a paradigmas antigos não fundamentados na palavra de Deus, mas sim em crendices que se espalharam no meio dos crentes. Tais pessoas não somam conosco na ênfase de ser realmente sal da terra e luz do mundo, pois desejam ser instrumentos de mudanças nas vidas das pessoas, mas estão sempre escondidas, omissas, pregando um evangelho de separação, não do pecado mas das pessoas. Por falar em separação, quero considerar aqui que, quando a bíblia nos chama à santificação (separação), nos convida à separação do pecado, mas não do sistema. O salário que recebemos é fruto do sistema, a maneira como pagamos nossas contas e somos cobrados quando as atrasamos é fruto do mesmo sistema, o que compramos, vendemos, emprestamos e os caminhos pelos quais efetuamos tais e tantas outras atividades são fruto do sistema. Na verdade, como luz e sal, precisamos influenciar o sistema, ser agentes modificadores da cultura secular, espiritural e política dentro do tal sistema, o que por si só já é o próprio em questão. Jesus disse certa vez que nos enviaria como ovelhas ao meio de lobos (Mt 10:16), sendo assim, não podemos continuar acreditando que faremos alguma diferença nos alienando de tudo e todos em nome de um paradigma que não é o verdadeiro fundamento bíblico. Estarmos no meio de lobos não significa que nos tornaremos lobos. Contudo alguém pode dizer: Ovelha em meio a lobos fatalmente é devorada, contudo,  o que Jesus quis  enfocar aqui, não era a fragilidade do crente em relação ao mundo (o que na verdade não existe - Lucas 10:19), e sim o poder de transformação que o Evangelho tem, através de pessoas que, apesar de pequenas sendo vasos de barro, ao dependerem de Deus fazem a real diferença no meio em que são posicionadas segundo os propósitos do Altíssimo, contribuindo com o risco da própria existência mas no exercício da fé, para que lobos sejam transformados em ovelhas. Esse é o poder do evangelho, o poder de Deus!!! Neste momento de decisão política espero sinceramente como homem de Deus que nossos irmãos em Cristo em todo o Brasil se unam para colocar nas salas dos governos, homens e mulheres aprofundados na linguagem de Deus, para que assim tenhamos dentre os nossos, homens como Daniel, Esdras, Neemias, e mulheres como Ester,  que influenciem sistemas, movimentem as mãos de Reis de forma reverente e digna, para que o nome de Jesus seja glorificado, sem que seja necessário a vexação e a perca dos valores morais e espirituais em meio a nossa sociedade por conta da influencia de pessoas que não sabem nada de Deus e se beneficiam de nosso poder de voto, enquanto nós com a responsabilidade de conservar a terra, sendo luz e sal, insistimos em ficar debaixo do alqueire ou de qualquer outro esconderijo que justifique nossa omissão em nome da uma pseudo santificação (mc 4:21)..Abraço a todos 

Foi bom demais

No ultimo domingo estivemos com o velho e bom amigo Oziel Cordeiro na cidade de Jundiai, onde também ministramos no congresso de Jovens da AD do bairro Eloy Chaves....Deus fez coisas grandiosas em nosso meio naquele lugar...Abraço a todo o povo de Deus que tão carinhosamente nos recebeu lá. Vou postar as fotos no Orkut ainda esta semana..(muita correria por aqui). Grande e especial abraço ao Oziel,Valéria, Gabriel e Manuela.
Obs. Quando pastoreamos a AD Mad. de Ilha Sollteira, o Oziel esteve conosco durante os doze anos que ali permanecemos na direção do trabalho. Companheirão de muitas e dolorosas batalhas que travamos por lá. Graças a Deus somos mais que vencedores em Cristo Jesus.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Não se esquecer de quem somos!!! GENESIS 45:3

Uma frase e uma pergunta proferidas por José no momento em que se deu a conhecer a seus irmãos, revelam o caráter e o nível espiritual em que estava aquele grande servo de Deus. Depois de tantos anos, tantos desprezos, investidas contra sua moral, calunias, prisão, expectativa de morte, ingratidão, mesmo depois de ver o tempo passar, e todos seus sonhos e projetos ficarem além de seu alcance, José não perdeu sua identidade nem a consciência de suas origens, o que é muito comum às pessoas que passam por muitas frustrações. Isso não quer dizer que a pessoa se esquece no sentido de perder a memória, mas no sentido de perder seus valores. Ao se dirigir aos seus irmãos, ele se apresenta da maneira mais singela possivel: "Eu sou José", e em seguida pergunta: "Meu pai ainda vive?".  As vicissitudes que ele havia enfrentado durante tanto tempo, não conseguiram tirar dele a consciência de que ele era JOSÉ o hebreu e filho de Jacó. Ele era agora o segundo no governo do Egito, mas ainda continuava sendo o José irmão de seus irmãos, não havia esquecido também suas origens, seus princípios, e isto nos é revelado quando ele pergunta por seu pai. Ele permaneceu firme naquilo que havia aprendido em sua casa com seu pai com respeito ao seu Deus e agora ele honrado diante dos homens, reconhece e entende o propósito de Deus em tudo aquilo, não dando lugar a nenhum tipo de manifestação de sentimento vingativo, mas ao contrário, amando não como o José do começo, mas amando muito mais como o José experimentado e aprovado por Deus. Deus tem falado forte ao meu coração através da simples frase proferida por esse homem de Deus. "Eu sou José"!!! Quantas vezes, por muito menos, desprezamos os princípios nos quais formos formados, agimos totalmente contra a natureza de Deus ministrada a nós por nossos ensinadores, agindo como se nunca houvéssemos ouvido nada da boca de nosso Pai celestial, como se não tivessemos nenhuma promessa, nenhuma razão para ter esperança. Contudo eu aprendo com José que me lembrar de quem eu sou e de quem sou deve ser uma prioridade no meu pensamento e nas minhas ações. Gde abraço a todos.


terça-feira, 17 de agosto de 2010

Não há acepção.




Tenho visto e ouvido no meio do povo cristão coisas que realmente trazem tristeza ao coração de quem procura viver segundo a Palavra de Deus, a ponto de alguém sugerir que haja dentro da igreja um povo especial por conta de seu status, condição financeira,  suas funções eclesiásticas, e outros detalhes, que são considerados como "fundamentais" para se ter boas relações. Na mente e no coração dessas pessoas, os menos  conhecidos ou que se destacam menos (para não dizer menos favorecidos), são considerados as vezes até mesmo como o "povinho" com quem não  deve perder tempo. Como isso é possível em meio a pessoas que ouvem a palavra de Deus praticamente todos os dias? Há sim diferentes responsabilidades no tange ao  ministério, ao serviço na obra de Deus, e isso é inegável, contudo, no que diz respeito à obra salvífica todos temos a mesma medida,  o mesmo valor. é só observar por exemplo as tábuas do tabernáculo em Ex 26, o ômer e o Maná em Ex. 16 e em especial o texto revelado em Ex 30:15 "o rico não aumentará e o pobre não diminuirá da metade do siclo, quando derem oferta ao Senhor para fazer expiação por vossas almas". Aqui a bíblia nos relata o momento em que Deus ordena a Moisés que quando realizassem a contagem do povo, todos aqueles de vinte anos para cima que fossem arrolados na listagem dos "membros" daquela nação, deveriam entregar uma oferta em resgate por suas almas, sob preço de castigo se isso fosse ignorado. A oferta seria um mesmo valor para todos, fossem ricos ou pobres, altos ou baixos, bonitos ou feios, a metade de um ciclo, o equivalente a seis gramas(provavelmente de prata segundo Lev.5:15). E a ordem divina era clara: "o rico não aumentará e o pobre não diminuirá do valor da oferta". Um mesmo valor para todos!!! Aquela oferta era símbolo, tipo do antitipo cumprido na cruz do calvário, onde Cristo na forma de homem (por isso 6 gramas), foi por si mesmo entregue à morte de Cruz para que cada um de nós reouvéssemos acesso ao nosso Pai Celestial, sem distinção de cor ou raça ou qualquer outro parâmetro que possamos considerar. Temos diferentes responsabilidades no corpo e cada parte com sua responsabilidade deve ser respeitada e honrada, mas em se tratando de indivíduos chamados para a salvação, não há distinção. Todos temos um mesmo valor, uma mesma medida. Ainda que queiramos não podemos aumentar nem diminuir do valor que nos foi dado na cruz do calvário. 
Um abraço a todos

terça-feira, 10 de agosto de 2010

TESTEMUNHO - Deus nos livra na dificuldade


Olá amigos e irmãos em Cristo, saudações na Paz do Senhor Jesus Cristo. A viagem a Paranavai foi algo glorioso, Deus operou de maneira singular, confirmando tudo o que havia dito que faria naquele lugar. Contudo, no caminho de ida eu e Abigail enfrentamos uma dificuldade incrível. Na sexta feira quando sai do templo sede, o coxim do câmbio quebrou totalmente, mas como eu não sabia que era esse o problema, pensei ser apenas o trambulador (se é que se escreve assim), que havia se soltado, um irmão em Cristo reencaixou as peças e no sábado de manhã fomos embora. Logo na saida da cidade o problema recomeçou, e depois de recolocar as peças no lugar fomos embora. Viajamos bem durante pelo menos quatro horas, mas assim que saimos de um restaurante após o almoço, as peças se soltaram novamente e perdi pelo menos mais duas horas parado na rodovia. Depois de muita luta, porque durante o caminho o problema foi se agravando e o câmbio de desalinhando cada vez mais, conseguimos andar novamente, contudo, por conta da preocupação com o carro, passei da entrada para o paraná e  ao descobrir o erro cortei caminho por uma outra entrada. Dai o negocio ficou estreito mesmo, porque entramos em uma estrada totalmente deserta e quando faltava 25 kms para chegar na cidade de Teodoro Sampaio, acabou a gasolina (ainda que o marcador marcasse um quarto de tanque disponível) e isso ja era noite. Por providencia divina, o primeiro carro ao qual sinalizei com as mãos parou, e um casal (seu Antonio e esposa) nos socorreu, levando a Abigail até a cidade pra pegar gasolina, e depois a trouxe de volta até o local onde eu estava profundamente ansioso pela vontade de chegar logo ao culto. Conseguimos então voltar a andar, com o cambio aceitando apenas a segunda a quarta e quinta marchas, e depois de correr (e muito) finalmente entramos na cidade de Paranavai (cento e tantos kms de onde estávamos) por volta de dez da noite. Deus esteve no controle de todas as coisas e ainda que chegássemos tão tarde ao objetivo, conseguimos ainda glorificar ao Senhor e notar sua ação e real presença naquele lugar onde os crentes nos receberam de forma tão carinhosa e alegre. Dai pra frente foi só glória, Deus atuou de maneira espantosa falando conosco de forma impactante. Foi uma experiência angustiante, mas profundamente valiosa, porque percebemos de forma muita clara o quanto Deus peleja por aqueles que nele esperam, porque pela gravidade do problema a situação poderia ter se complicado infinitamente mais, mas o Senhor nos levou em segurança até o alvo. A todos os nossos irmãos em Paranavai um grande abraço, e em especial ao Pastor Mario Ferreira, sua familia e seus obreiros, entre os quais Miss. Hilda e coop Orlando que nos hospedaram mui carinhosamente.

quarta-feira, 28 de julho de 2010


No mês de Agosto estaremos novamente na cidade de Paranavai com o Pastor Mario Ferreira no Congresso Geral do Circulo de Oração nos dias 07 e 08..Até lá em o nome de Jesus Cristo.
arranjo do hino 291 (simplificado)Pr. Marcos Pires - para banda de musica
291.enc

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Fé - a medida da graça

Lendo o livro do Êxodo, no capitulo 16, tive minha atenção direcionada para uma orientação divina dada ao povo de Israel. Cada manhã quando o orvalho evaporasse de sobre a terra, antes que o sol aquecesse, o povo deveria colher o maná, contudo, sempre observando uma medida determinada pelo próprio Deus. Um ômer para cada cabeça do que estivesse sob a tenda daquele que estava a colher o maná. O ômer é uma medida de capacidade para secos que gira entre dois e tres litros, e essa era a quantidade que cada pessoa em Israel teria direito diariamente, com excessão do sexto dia, em que a colheita seria em dobro por conta do sábado, dia em que ninguém faria nenhuma obra servil. O que mais me chama a atenção é que havia uma medida igual para todos, um ômer  por dia e nada mais. Se o maná representa Jesus o pão vivo que desceu do céu, o que representa o Jarro (õmer), para nós em tempos da graça? Entendo que há sim neste tempo um limite, uma medida, para tudo aquilo que colhemos e que compartilhamos, mas que medida seria essa? Observe o que diz a bíblia em Romanos 14:23 "Tudo que não é por fé é pecado"..... Aqui esta a medida com que devemos sair ao campo toda manhã para conquistar a provisão diária, para nós e para todos que estão sob nossa tenda (nosso campo de influencia). A fé, sem a qual, é impossível agradar a Deus. Toda a nossa ação deve estar dentro do campo da fé, sendo que o que passar dessa medida, não servirá para o cumprimento dos propósitos de Deus. vai cheirar mal e criar bichos como diz a bíblia. Infelizmente há no nosso meio muitos que estão armazenando suas conquistas, suas colheitas, não no ômer da fé, mas em muitos outros jarros. Exemplos? Há quem construa sua expectativa de ministério sobre um sentimento de inveja, ou raiva, ou ciúmes, outros há que tudo o que fazem, o seu trabalho, suas ações, seus projetos,  visam a exaltação do ego e quase nunca do Senhor Deus. Acontece também de vermos entre os nossos, pessoas que simplesmente se acostumaram aos paradigmas que aprendemos e nunca vivem nenhuma transformação pela renovação do entendimento, porque se recusam a aderir ao trabalho divino, sair ao campo toda manhã com a fé à disposição para encher as mãos com a medida certa. "O pão nosso de cada dia nos dá hoje" Mt 6:11.....Ok, ainda existe muita coisa a ser considerada aqui mas, .......um ômer por dia, é o que basta!!!!

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Ministração

Olá amigos e irmãos em Cristo Jesus...Neste sábado (03/07) estaremos na congregação do Nova Sorocaba com o Pastor Ramildo da Silva na festividade do circulo de oração. Tema Lucas 14:22.

sábado, 26 de junho de 2010

Partitura do hino 577 "Em fervente oração" (Enc 5)solo.enc
Partitura do hino 154 da harpa Cristã - (Enc 5)
154solo.enc
Partitura do hino 187"Mais perto quero estar".grade 187.enc

Arranjos do Pr. Marcos Pires
Olá a todos!!! que a graça e a paz do Senhor Jesus sejam abundantes sobre todos que por aqui "passarem". Curiosidades teológicas, esboços, fotos, agenda pessoal e partituras. Nos próximos dias....abraço a todos